Design + Artesanato – O caminho brasileiro

Este texto também está em meu outro site, o Ateliê Caldas Pina. Quem quiser conhecê-lo é só clicar aqui.

design_artesanato_capa_verniz_baixa-1

 

Estava eu na Livraria Cultura, que ultimamente é quase a extensão de minha sala, lendo um livro na seção de Artes, aí meu olho bateu neste ‘Design + Artesanato – O caminho brasileiro’, de Adélia Borges. Pronto. Peguei o livro, dei um rápida passada por suas páginas e texto e me apaixonei. Como o livro custa R$ 100,00, tinha que ser lido ali mesmo. Durante três dias bati ponto na Cultura.

O livro de Adélia propõe uma reflexão sobre o união entre o artesanato e o design, sugerindo que as duas partes podem contribuir para a evolução mútua. Em um país que valoriza muito mais o intelecto do que o fazer manual, foi muito importante conhecer as histórias desse livro e a variedade do artesanato produzido no país.

A definição de artesanato que norteia a obra é aquele tradicional, feito com matéria-prima natural, própria da região, retirada da natureza e que traduz os costumes e saberes da localidade. O artesanato praticado em países como Estados Unidos, por exemplo, está relacionado com um saber mais formal, até acadêmico, e destinado a camadas com maior poder aquisitivo, adquiri até status de arte. Bem diferente do que é artesanato para nós.

Valorização do artesanato

Um dia desses tentei fazer uma parceria com uma conceituada loja paulista, dessas que vemos em Casa Cláudia, mas obtive uma resposta que me deixou com pulgas atrás da orelha, embora o tom tenha sido amigável e gentil.  O e-mail, que obviamente era um texto pronto a ser enviado a quem propusesse parceria, disse que no momento não era possível porque a loja estava interessada em produtos “menos artesanais, mais “modernos” e “originais”. Uma visão que permeia muitos setores, mas felizmente não todo o mercado e profissionais da arquitetura e design.

Lendo o livro você descobre, para quem não sabia como eu, que no segmento de moda marcas como Ellus, Zoomp, M. Officer, entre outras, utilizam componentes artesanais em seus processos. Cada vez mais decoradores incorporam aos seus projetos objetos artesanais que são verdadeiras peças de design. Então, como não pensar que o intelecto não está envolvido na criação de um objeto desses? Abaixo, vocês podem ver uma peça que ganhou um prestigiado prêmio de design alemão e que foi confeccionada por uma artesã, claro, brasileira. A outra imagem mostra a famosa cadeira dos prestigiados irmãos Campana, que utiliza bonecas artesanais.

download

livro_adelia_borges_10

Quero terminar este texto com algumas frases retiradas do livro.

Lina Bo Bardi, grande defensora do artesanato, diz:

“…queria que o Brasil tivesse uma indústria a  partir do seu artesanato, a partir das habilidades que estão nas mãos do povo, do olhar da gente com originalidade…”

E mais:

“…o mundo do consumo como alguma coisa que tivesse ressonância em nosso coração…”

Um livro muito bonito em todos os sentidos!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s