Um mês, 31 filmes. Dia 12

Dia 12: Melhor ano da história do cinema.

Antes de escrever sobre esse item eu dei uma pesquisada em meus colegas de meme, curioso para saber o que eles tinham escrito. Porém, quase todo mundo passou essa categoria!!! Vi que alguns balizaram sua argumentação dizendo que não existe um ano melhor que o outro, que pesquisaram no Wikipedia, etc.  O fato, sem dúvida, é que isso pode depender de cada um mesmo, dos gostos individuais, de quantos filmes viu e por aí vai. E posso dizer com toda a certeza que essa é a categoria mais difícil!

Bonnie (Faye Dunaway) e Clyde (Warren Beaty): anti-heróis carismáticos e com um final nada feliz

Minha avaliação desse item foi a partir da história do cinema. A sorte é que eu já li alguns livros sobre a evolução da sétima arte e vi filmes de quase todas as décadas, com exceção de produções dos anos 1910. Bom, acho que o final da década de 60 e início dos anos 70 marcaram uma mudança profunda na maneira de se fazer cinema, tanto na maneira de dirigir como na de contar as histórias. O período foi chamado de Nova Hollywood pela imprensa e revelou cineastas como Francis Ford Coppola, William Friedkin, Peter Bogdanovich, Mike Nichols, Warren Beaty, Stanley Kubrick, Robert Altman, entre outros, todos nascidos por volta da década de 30. A outra geração, nascida em sua maioria após a Segunda Guerra Mundial, era formada por gente com Steven Spielberg, George Lucas, Martin Scorsese, Brian de Palma, Terrence Malick e mais.

Benjamin Braddock (Dustin Hoffman) é seduzido por Mrs. Robinson (Anne Bancroft), esposa do sócio de seu pai

Pois bem, essa galera produziu uma revolução cultural. São deles clássicos como ‘2001: Uma Odisseia no Espaço’ (Kubrick), ‘O Bebê de Rosemary’ (Roman Polanski), ‘Sem Destino’ (Dennis Hopper), ‘Operação França’ (William Friedkin), ‘O Poderoso Chefão’ (Coppola), ‘Laranja Mecânica’ (Kubrick), ‘Taxi Driver’ e ‘Touro Indomável’ (Scorsese), ‘Tubarão’ (Spielberg), ‘Apocalyse Now’ (Coppola), ‘Noivo Neurótico, Noiva Nervosa’ e ‘Manhattan’ (Woody Allen), ‘Carrie – A Estranha’ (Brian De Palma), ‘Star Wars’ (George Lucas) e muitos outros filmes maravilhosos. Pergunto eu: qual geração nos deu tantos filmes maravilhosos em tão pouco tempo. A Nova Hollywood durou cerca de 10 anos!

Mas como a categoria refere-se à escolha de um ano, o eleito foi 1967. Nesta data foram lançados dois filmes que deram o pontapé inicial na revolução: ‘Bonnie e Clyde – Uma Rajada de Balas’, produzido e idealizado por Warren Beaty e dirigido por Arthur Penn, e ‘A Primeira Noite de Um Homem’, de Mike Nichols, que revelou Dustin Hoffman ao mundo.

Por qual razão esse ano marca um renascimento do cinema? Antes existia a era dos estúdios e os diretores, por mais que fossem ótimos, não podiam ser considerados autores. Eles eram muito bem pagos para contar histórias mas sem tomar partido sobre o conteúdo. A partir de 1967 os diretores eram artistas que desenvolveram estilos únicos e subverteram os paradigmas: os finais não precisavam ser felizes, os protagonistas não eram tão politicamente corretos, etc, etc. Eles escreviam, produziam, dirigiam, era o verdadeiro cinema de autor. Por essa razão eu escolho o ano de 1967 como o melhor ano da história do cinema.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Um mês, 31 filmes. Dia 12

  1. É e não é, como dizer que Ford não fazia cinema autoral? Ou Hich? Ou mesmo Minnelli? Eu curto a década de 70 e esses diretores que você citou moram no meu coração, mas minha imaginação e emoção são cativados pelo cinema pré 60…

  2. Pois é, Deise e João, eu acho que não tem categoria mais difícil! Você pode até ficar em dúvida sobre qual filme escolher, mas essa de encontrar um ano histórico para o cinema é fogo!
    Beijinho para Deise e abração para João!

  3. Sim, você sempre tem diretores autorias em qualquer década…Chaplin, por exemplo!. Mas mesmo Ford fez filmes nos quais ele era apenas empregado mesmo. O diretor ganhou essa dimensão, essa importância, passou a ser o centro das atenções no final da década de 60. Houve uma mudança cultural dentro da indústria.
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s