Deus existe?

Você acredita em um Criador onisciente, que é autor das maravilhas que vemos na Terra e no universo, mas que mal sabemos explicar como surgiram?

Alguns podem dizer que a evolução explica as espécies animais e vegetais, mas mesmo a famosa teoria de Darwin fica ameaçada quando nos deparamos com a descoberta de que a vida não surgiu em nosso planeta, que os primeiros microorganismos devem ter vindo do espaço para Terra, para que a partir daí a vida pudesse se desenvolver. Isso porque todos os maiores cientistas da atualidade afirmam que o ser humano teve pouco tempo para pular de um mero microrganismo (já complexo, diga-se de passagem) até um ser inteligente, capaz de pensar sobre si mesmo. Ou seja, a vida surgiu antes, em algum lugar do cosmos e foi trazida, via meteorito, por exemplo, para o nosso planeta.

 

capaEssa e outras questões são levantadas por Fred Heeren em “Mostre-me Deus”, um jornalista científico dos Estados Unidos que, justamente por ser cético, dedica sua vida a tentar entender os mistérios do universo, buscando entre as fontes o mais importante físico teórico desde Einstein, Stephen Hawking. Heeren nos mostra como as descobertas do século XX e XXI foram decisivas para um novo pensamento sobre Deus e afirma que a leitura da Bílbia é fundamental para entendermos o pensamento Dele. Nesse ponto, o jornalista cita inúmeros cientistas que acabaram se convencendo da veracidade histórica dos relatos das escrituras.

 

Sim, Heeren acredita num Deus que criou o universo e tudo mais nele, que transcende o tempo e o espaço e que sacrificou Seu próprio filho para nos passar a mensagem de amor que a humanidade teima em não seguir.

 

Esse jornalista nos dá as provas de que seria impossível a existência da vida se não houvesse uma inteligência magnífica por detrás disso tudo. E a conclusão dessa afirmação não é imposta por ele como uma doutrina pessoal, mas à luz de fatos científicos irrefutáveis. Dizem alguns dos grandes cientistas citados pelo autor:

 

Fred Hoyle: “Uma interpretação de bom senso dos fatos sugere que um superintelecto brincou com a Física”

 

Freeman Dyson: “Quanto mais examino o universo e os detalhes de sua arquitetura, mas evidências encontro de que o universo de algum modo deve ter sabido que estávamos chegando”.

 

Stephen Hawking, citando o fato das massas precisas do próton e do elétron: “O fato extraordinário é que os valores desses números parecem ter sido precisamente ajustados para tornar o desenvolvimento da vida possível”.

 

E para quem quiser tentar refutar esses e muitos outros argumentos da impossibilidade da vida ter surgido, caso tantas “coincidências” não tivessem acontecido, apenas dizendo que tinha que ser assim ou que foi um processo natural, vai encontrar inúmeras provas de que tudo podia acontecer, menos coincidência. A verdade é que tudo se ajusta de uma forma tão fabulosamente precisa, que fica quase impossível não crer em um design divino.

 

Fred Heeren

Fred Heeren

Tem livros que ao chegarmos ao fim da leitura, nos deixam uma marca muito forte. Como se nos iluminasse um caminho que estava escuro, mas sempre existiu. O livro de Heeren teve esse poder sobre mim, porque sempre foi difícil para eu aceitar esse Criador onisciente. Mas ao mesmo tempo sempre tive uma esperança de que existia um sentido muito além de nascer, casar, trabalhar, se aposentar e morrer. Algo em mim sempre gritou por uma extensão da vida, uma eternidade. Sentimentos que não tenho como expressar em palavras, mas que mexem com minhas mais profundas emoções.

 

Cético como sou, fiquei muito entusiasmado em saber da existência dessa obra e como ela iria ser recebida por mim. Felizmente os argumentos de Heeren fazem todo o sentido. É uma obra escrita por alguém que busca a verdade, que decidiu decifrar nossa existência, seguindo os fatos científicos.

 

Fé e ciência podem não se misturar, embora já seja conhecido o termo Teologia da Ciência, mas creio que as descobertas desses cosmólogos, astrônomos etc, podem nos fazer enxergar coisas que estão diante de nossas faces, mas não nos damos conta. A ciência tem o seu limite. Chega um ponto que ela não ultrapassa, não consegue ir adiante, não consegue formular teorias nem achar repostas.

 

Talvez (e agora creio que sim) exista uma palavra que possa ser a explicação para tudo aquilo que não compreendemos, para todos os enigmas que ainda não foram desvendados nem pelas mais brilhantes mentes do nosso planeta. E essa palavra é Deus.

 

Fred Heeren está escrevendo mais três livros seguindo essa lógica na busca humana pela compreensão da origem do universo, da vida e das crenças. Juntamente com “Mostre-me Deus”, os quatro livros receberam o nome de Maravilhas.

Sinceramente recomendo a leitura desse livro para todos que pensam a respeito das questões fundamentais que cercam nossas vidas.

 

Meu próximo passo agora é ler integralmente a Bíblia.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Deus existe?

  1. Belo post. Deus é um “estado”/”ser” realmente muito complexo de se entender. Eu ainda acho que a melhor coisa a ser fazer é simplesmente ter fé, sem tentar explicar nada. Simplesmente sentir.

  2. Poxa vida! Fazendo das suas as minhas palavras, “Cética como sou, fiquei muito entusiasmada em saber da existência dessa obra”. Certamente vou ler. Que post mais interessante!
    Bj!

  3. Sandro, conheço um cara que virou pastor pq resolveu ler a bíblia para provar que Deus não existia. Vc precisa experimentar as transformações impressionantes que Ele faz em nossas vidas qd realmente o seguimos. Isso seria um longo papo… rs

  4. Sou estudante de jornalismo, mas não posso me considerar um homem cético. Estou lendo este livro e muito me surpreendeu. Mesmo para quem cresceu dentro de uma religião cristã, esse livro traz uma nova luz, porque mostra evidências de que Deus, no seu infinito amor por nós, criou este universo para que pudessemos estar aqui. Dele emana toda a fonte de vida. Se houver outra civilização no universo, com certeza foi feita pelas mãos DEle.

  5. É, Osmar, este livro foi um divisor para mim! Claro, sempre é bom aprofundar mais a visão, ver diferentes ângulos etc, até para que possamos construir um raciocínio mais forte dentro da crença ou não! O fato é que, hoje, me considero alguém que acredita Nele!
    Abraços!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s