O maligno pênis de borracha

Ontem vi uma matéria no Fantástico sobre um pai que é contra o uso de um pênis de borracha nas aulas de educação sexual. Pois bem, o virtuoso senhor considera o objeto pornográfico. Disse ele: “O uso desse material fere o estatuto da criança e do adolescente, pois coloca o jovem diante de material pornográfico”. Quanta ingenuidade.

 

Primeiro que não fere estatuto coisa nenhuma e segundo que esse tipo de material foi aceito pelo Ministério da Educação. Não há absolutamente nada demais em utilizar um pênis de borracha para ensinar jovens de 10 a 15 anos (público alvo em questão) a colocarem corretamente a camisinha, por exemplo. E não é o uso desse objeto em sala de aula que vai fazer a galerinha sair praticando sexo por aí, como sugeriu o referido senhor.

 

A educação sexual é fundamental. Sexo é fundamental. E meninos e meninas de 10 a 15 anos estão mais do que aptos para conhecerem o funcionamento dos órgãos femininos e masculinos não apenas como meros geradores de filhotes (Bento XVI que me perdoe). Sexo é, além da procriação, prazer e muito. Sem prazer não há orgasmo e sem orgasmo não há criancinhas.

 

Outra questão: as DSTs. Não se pode fugir delas, infelizmente. E ligadas os sexo como estão, é lógico que quanto mais instruídos estiverem, menos riscos de contrair qualquer uma delas.

 

Querem mais outro motivo para a tolice do pai: a internet. Não há como negar que é fácil ver pênis e vaginas (detesto esse nome, prefiro o vulgar) juntos, em atrito lascivo. Qualquer um que use a web pode acessar sites que contenham imagens pornográficas ou não – podem até ser vídeos com propósito educativo, que contenham cenas de sexo explícito. No entanto, com a internet, tanto educadores como pais devem ter o olho mais clínico. Porque há muita coisa que não presta em todas as áreas do conhecimento. Quantas bobagens em relação ao sexo não são escritas e gravadas no ciberespaço?

 

Por isso – repito – quanto mais bem educados estiverem, melhor.

 

Não cabe mais essa hipocrisia em relação ao sexo, não é?

 

Pai preocupado, relaxe. Seu filho ou sua filha já devem ter visto coisas bem “piores”.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

4 pensamentos sobre “O maligno pênis de borracha

  1. Piores ou melhores.

    Seja como for, a precocidade dessa gurizada de hoje me assusta. Só não me assusta mais do que o falso moralismo de determinados pais. Agir assim é tapar o sol com a paneira.

    Beijos!

  2. Eu acho assim se eles querem usar isso para trepar dentro da sala de aula na frente da professora esta errado mais se querem usar isso daipra trepar dentro do seu quarto trancada ate gozar e muito bom so que e apartir dos 18 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s