O favorito

Vocês já sabem que eu gosto de novela. E como qualquer produto dramatúrgico, para mim, tem de possuir qualidades básicas, como boa história, personagens bem construídos e uma direção que entenda a proposta do autor (caso não seja o próprio que dirija seu texto).

 

A Favorita, nova novela das 21h, da Rede Globo, escrita por João Emanuel Carneiro (o mesmo de Da Cor do Pecado e Cobras & Lagartos), tem todas essas qualidades. Já nas chamadas, antes do folhetim começar, as duas atrizes principais me chamaram a atenção. Quem estaria falando a verdade? Como o autor revelaria esse segredo?

 

Embora eu, desde o começo, tivesse apostado na inocência das duas, não achei ruim ser Flora a assassina. O autor conseguiu, de forma coerente, transformar Patrícia Pillar na grande vilã da trama. Dessa forma, revelou o mistério que ficaria para o final. E, como dizem os especialistas, subverteu a lógica dos folhetins. Agora, é Donatela (Cláudia Raia) quem precisa provar sua inocência, após armação de Flora.

 

Outra coisa interessante da trama é a falta de pares românticos e suas intermináveis idas e vindas. Há romance, sim, mas não como centro da história. Isso é algo diferente.

 

Mas o que mais me espanta é saber que A Favorita estava perdendo em audiência para Os Mutantes, da Record. Nada contra esse tipo de ficção. Sou apaixonado pelo Senhor dos Anéis, X-Men e por aí vai. Mas, pelo que pude constatar, Os Mutantes não passa de uma salada sem pé nem cabeça.

 

João Emanuel Carneiro é quem é o mutante da vez, já que conseguiu oxigenar as tramas das 21h. 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s